Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Benfica-2 Sporting-0

por Ricardo Morais, em 28.09.08



O Benfica venceu ontem o Sporting por 2-0, golos de Reyes e de Sidnei, numa primeira parte com opurtunidades para ambas as equipas e numa segunda parte dominada pelo benfica.

Deixo aqui mais uma vez as cronicas mas desta vez ojogo

Quim 6

Tranquilidade absoluta, excepção feita a um remate de João Moutinho (47'), em que deixou a bola fugir para a frente. As luvas não pesaram e a defesa agradeceu. Desfez todos os lances na sua área de jurisdição, demonstrando que os recentes lapsos já pertencem ao passado. Aos 21', sacudiu bem um remate de Hélder Postiga, aos 49', um de Moutinho, e na parte final do desafio superiorizou-se a Miguel Veloso e Djaló

Maxi Pereira 6

Contou com a preciosa ajuda de Rúben Amorim durante a primeira parte, e isso permitiu-lhe espreitar o ataque em duas ou três ocasiões, com destaque para um lance aos 19' em que deixou Nuno Gomes na cara do golo, mas o avançado não aproveitou. Muito raçudo, meteu sempre o pé, até doer (com lealdade), sempre para ganhar.

Miguel Vítor 7

Quique não gosta de "fazer peito", mas nesta altura tem de dar alguma margem ao jovem central, pois este tem razões mais do que justificadas para andar vaidoso pela portentosa exibição de ontem. Depois de um início complicado com as entradas de rompante de Postiga e Djaló (sempre no limite do fora-de-jogo), foi ganhando confiança, terminando o jogo em grande nível. Ajudou o treinador a subir mais uns pontos no ranking. Afinal, Quique tinha razão na aposta que fez.

Sidnei 7

Diz-se que tem pinta de Ricardo Gomes, mas, decididamente, não é só a pinta... Tal como o colega de sector, sentiu problemas no início perante a velocidade dos homens mais avançados do Sporting, mas rapidamente encontrou a solução para os travar, num misto de garra e classe (sem recurso a muitas faltas), como foi bem visível aos 24' e 29', roubando o ouro a Postiga. Segurou a equipa na primeira parte e deu-lhe tranquilidade com o golpe letal de cabeça.

Jorge Ribeiro 5

O elemento mais tímido da equipa. Ficou quase sempre a meio do caminho... Esteve quase lá, mas... faltou mais qualquer coisa. Tremeu um pouco e não se aventurou nada nos lances ofensivos, mas também a sua prioridade era defender...

Yebda 7

O camisola 26 foi de uma eficácia tremenda, dos poucos que conseguiram anular as investidas do adversário a meio-campo durante a primeira parte. Ganhou claramente o duelo com os médios adversários e ainda serviu bem os companheiros no ataque. Muito forte fisicamente, permitiu alguma liberdade a Carlos Martins.

Carlos Martins 6

Protegeu-se em demasia durante toda a primeira parte, recuando muito no terreno para não ser surpreendido pela rapidez do meio-campo contrário na transposição do jogo para o ataque. Foi mais combativo e lutador do que organizador. Na segunda metade, mudou completamente. Aliás, derivou para o lado direito tornando-se muito mais perigoso frente aos antigos colegas.

Rúben Amorim 5

Muito bem tacticamente. Interpretou na perfeição os princípios básicos do futebol, passando quase sempre bem a bola e compensando com inteligência as subidas dos colegas no terreno. Saiu ao intervalo.

Nuno Gomes 6

Tarefa ingrata, muito difícil. Quase não esteve em jogo durante a primeira parte, mas subiu muito na segunda, tendo criado alguns problemas a Polga e Tonel. Aliás, estava a viver o melhor momento quando foi substituído. Falhou um golo à boca da baliza e poderia estar agora a gozar o estatuto de melhor marcador da equipa nesta altura.

Cardozo 6

É verdade que falhou alguns passes e, em determinados momentos, até pereceu displicente. No entanto, batalhou do primeiro ao último minuto e não virou a cara à luta, suando a camisola.

Katsouranis 7

A sua entrada mudou o jogo. Perdeu o lugar de central, mas poderá ter readquirido a sua posição no meio-campo. O jogo mudou, porque deu outra consistência ao sector intermediário e fechou a zona onde os centrais benfiquistas sentiram mais dificuldades na primeira metade do desafio. O Benfica começou a ganhar aí o jogo.

Aimar 6

Entrou com ganas, tabelou com Reyes para o primeiro golo e mordeu a língua para roubar bolas ao adversário na parte final do desafio.

Di María 4

Escondeu bem a bola.

Golos da partida

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:38
editado por Anakin Skywalker a 29/11/08 às 19:36




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisa

Pesquisar no Blog  

calendário

Setembro 2008

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930




Arquivos

  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2011
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2010
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2009
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2008
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D