Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Reyes apresentado

por Ricardo Morais, em 09.08.08
José Antonio Reyes apresentado na Luz perante centenas de adeptos
«O Benfica tem das melhores condições que já vi»

Vai vestir a camisola número seis, mas não foram meia dúzia e sim várias centenas aqueles que se deslocaram à Luz só para o saudar.
Trata-se de José Antonio Reyes, o mais recente reforço do Benfica que esta sexta-feira à noite foi apresentado, em euforia, em pleno relvado da Luz.

Benfica entre os primeiros... em Espanha

Antes de ter o primeiro contacto com a massa adepta benfiquista, Reyes foi apresentado à Comunicação Social ao lado de Rui Costa e não escondeu o orgulho com que veste a camisola "encarnada": «Já passei por alguns dos melhores clubes do Mundo e, de facto, o Benfica tem das melhores condições de trabalho que já vi na vida. É deslumbrante.Tanto o estádio como o centro de estágio são iguais ou até melhores do que encontrei noutros clubes, como o Real Madrid. Sei que o Benfica é o maior clube de Portugal e por tudo o que já vi aqui só tenho de estar satisfeito», revelou o atleta.

E nem mesmo a Liga Sagres foi desvalorizada por um jogador habituada às milionárias ligas espanhola e inglesa. «Não creio que esta seja uma liga mais fraca. Parece-me que está entre as melhores da Europa e acredito que o Benfica lutaria pelos primeiros lugares em Espanha», atirou de pronto o ex-jogador do Atlético Madrid que foi emprestado por uma época ao Benfica, ficando o Clube com direito de opção, além de já ter adquirido 25 por cento do passe.

Evoluir com Quique

A muita imprensa espanhola presente na Luz questionou Reyes acerca do facto de ter trocado um Atlético Madrid que disputará a Champions por um Benfica que jogará a Taça UEFA. Mas o esquerdino sublinhou que, mais do que actuar na Champions, quer «ganhar títulos e evoluir», manifestando ainda a satisfação por poder ser treinado por Quique Flores: «Acompanhei o trabalho que fez no Valência e vários são os jogadores que com ele trabalharam que me dizem bem dos seus métodos. Quero evoluir com ele».

Também por isso, Reyes acredita que «os adeptos podem esperar o melhor». «Tenho confiança em mim e acredito que as coisas vão correr bem», frisou o homem que Rui Costa, sentado a seu lado, considerou um «importante reforço para ajudar o plantel».

Um dos melhores esquerdinos da Europa

José Antonio Reyes Calderón, nascido a 1 de Setembro de 1983, tem apenas 24 anos de idade, mas a sua carreira já vai longa, pois desde os 16 anos que joga ao mais alto nível. Quer seja pela esquerda, pela direita ou pelo meio, deixa apenas uma certeza: divertir a multidão. O seu pé esquerdo é um dos melhores da Europa e a sua capacidade de improvisação é reconhecida a nível internacional.

Tudo começou no Sevilha, onde despontou numa equipa que, do inferno ao céu, conseguiu recuperar de uma descida à II Divisão espanhola e solidificou a sua presença no escalão maior do país vizinho. Foi então que Reyes, um jovem com talento a jorrar por cada poro, se converteu no porta-estandarte daquela formação, sendo parte de um crescimento que, em curto prazo, levou o clube a confirmar-se como um dos melhores da Europa.

Mas Reyes não pôde ficar em Sevilha para gozar da melhor parte desta história. É que enquanto os andaluzes conquistavam (a dobrar) a Taça UEFA, já o canhoto se aventurava noutros emblemas. Assim, em 2003/04 juntou-se ao Arsenal, formando dupla com aquele que era então o melhor ponta-de-lança mundial: Thierry Henry. Juntos formaram uma frente de ataque implacável, conquistando o título inglês e ajudando os "gunners" a alcançar a final da Liga dos Campeões em 2005/06.

No entanto, Reyes voltou a Espanha logo depois e pela porta grande, assinando pelo Real Madrid, clube onde se sagrou campeão nacional. E como foi importante Reyes no regresso dos "merengues" à ribalta. No jogo decisivo, o Maiorca vencia no Santiago Bernabéu. O Real necessitava de vencer e foi o esquerdino que empatou a contenda e fechou, mais tarde, a contagem em 3-1. O Real era campeão e Reyes decisivo. Mas o talentoso jogador não ficou na "Casa Branca", rumando ao Atlético de Madrid para uma época menos regular. Agora, no Benfica, tem a oportunidade de voltar a mostrar as capacidades que o levaram a representar a selecção espanhola em 21 ocasiões (quatro golos).

in www.slbenfica.pt



conferencia de imprensa

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:15


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisa

Pesquisar no Blog  

calendário

Agosto 2008

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31




Arquivos

  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2011
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2010
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2009
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2008
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D